Cheguei à Terceira Idade – posso continuar dirigindo ?

O Brasil consta com 12.217.332 motoristas ativos acima de 61 anos.

Para uma direção segura o motorista depende de 3 funções:

– A cognitiva : ligada ao raciocínio, concentração.

– A motora : movimentos, rapidez,  força,  agilidade.

– Sensório Preceptiva : tátil, visão,  audição e percepção.

Com a idade avançada, alguma destas três habilidades podem ficar comprometidas, impedindo ao idoso dirigir com segurança.

Do ponto de vista oftalmológico, 5 são as principais doenças que podem afetar o idoso: catarata, glaucoma, doença macular relacionada à idade, retinopatia diabética e retinopatia hipertensiva. Vamos discutir cada uma separadamente para enfocarmos em cuidados preventivos para evitar as consequências destas patologias.

– Catarata :

Segundo a Organização Mundial de Saude 50% das pessoas entre 65 e 74 anos têm catarata, o número aumenta para 75% para os acima de 75 anos .

Esta patologia é a principal causa de cegueira tratável nos países em desenvolvimento . As dificuldades visuais provenientes da catarata têm potencial de interferir na realização de algumas atividades e pode levar à diminuição da acuidade visual, aumentando os riscos de acidente de trânsito. A opacificação do cristalino pode diminuir a sensibilidade ao contraste e redução do campo visual. Motoristas com catarata tem risco 2,5 vezes maior de se envolver em acidentes de trânsito pelos estudos .

A cirugia de catarata é a solução desta patologia .

– Glaucoma :

O glaucoma é uma doença do nervo óptico, em que ocorre perda de fibras retinianas periféricas e consequentemente vai gradativamente diminuindo o campo visual do indivíduo.

A diminuição visual periférica limita a percepção visual, causando prejuízo à direção veicular.

O glaucoma é a principal causa de diminuição do campo visual em idosos.

A doença quando diagnosticada precocemente é tratada tem um bom controle não havendo perda do campo visual e podendo manter a direção de veículos.

A descoberta prematura da doença possibilita que o oftalmologista indique um tratamento apropriado, desacelerando a progressão da doença.

Sinais tardios que podem ocorrer no glaucoma : perda da visão lateral, turvação visual, dor aguda nos olhos.

O ideal é que a doença seja diagnosticada antes de qualquer sintoma, pois os sintomas só ocorrem tardiamente.

– Degeneração Macular Relacionada à Idade :

Trata – se de uma doença degenerativa que afeta a visão central em indivíduos maiores de 50 anos de idade.

Os sintomas mais comuns são : embaçamento da visão central, distorção da imagem, visão reduzida, mancha central e por ultimo perda da visão.

Para prevenir o problema é recomendável não fumar, evitar grande exposição ao sol e adotar uma dieta saudável rica em omega 3, vitamina C, ferro , zinco, fazer atividade física, controlar a pressão arterial e o peso.

– Retinopatia Diabética :

A diabetes é uma doença que afeta 7% da população brasileira.

Entre os diabéticos, tipo 1 e tipo 2, todos estão sujeitos a adquirir a retinopatia diabética se não houver um bom controle glicêmico com o decorrer dos anos de diabetes.

Para evitar a retinopatia diabética é essencial além do bom controle glicêmico evitar picos de altas ou baixas glicemias.

Para um bom controle oftalmológico, o exame de mapeamento de retina anualmente é essencial.

Se detectada a doença ela deve ser tratada. A fotocoagulação a laser da retina diminui a quantidade necessária de oferta de oxigênio da retina diminuindo a chance de neovascularização da retina que já corresponde a um estágio mais avançado da doença.

Se houver edema macular ( acúmulo de líquido no centro da retina ) existe o tratamento com injeções intra vítreas de antiangiogenico ou corticosteróides. A retinopatia diabética sem tratamento pode levar a diminuição da acuidade visual e até a cegueira.

– Retinopatia hipertensiva :

A hipertensão arterial sistêmica pode levar a retinopatia hipertensiva. Ocorre uma tortuosidade dos vasos da retina e isso pode gerar uma oclusão venosa da retina, diminuindo consequentemente a acuidade visual do olho acometido.

A oclusão venosa da retina pode ser tratada por fotocoagulação a laser, injeção intra vítrea de antiangiogenico ou de corticoesteróides. A melhora da acuidade visual depende de um diagnóstico e tratamento precoce e da região acometida pela oclusão.

Para evitar a retinopatia hipertensiva, o hipertenso deve ter um bom controle pressórico , uma dieta balanceada e atividade física regular .

Concluindo, se você chegou à terceira idade e mantém os cuidados necessários com a saúde do corpo e ocular é possível continuar dirigindo enquanto as suas funções cognitivas, motoras e sensório perceptivas estiverem preservadas. Para isso uma dieta balanceada, controle glicêmico e pressórico, atividade física regular e uso de óculos de sol irão contribuir para manter as condições físicas adequadas para dirigir um veículo por muitos anos.

 

Dra Jenniffer Daltro
Médica oftalmologista
CRM/MT 4305 | CRM/MG 41729
Belo Horizonte : CBHO CENTRO BELORIZONTINO DE OFTALMOLOGIA
Rua São Paulo , 893, sala 907 – Centro BH
31-32614298 / 31-41033006
Cuiabá: Av Flores, 843,sala 35, Hospital Jardim Cuiabá, Cuiabá MT
65-30513188/ 65- 33222022

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *